quarta-feira, 30 de novembro de 2011

SECRETÁRIO DE SAÚDE DO ESTADO FALA SOBRE O POSSÍVEL SURTO DO VÍRUS H1M1 NO INTERIOR DO CEARÁ.


video

DEPOIS DE INJUSTAMENTE INCLUÍDO ENTRE OS FICHAS SUJAS, ENFIM, HOMEM DE BEM CAPI ASSUME O SENADO.


Adversários de longa data, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), deu posse, nesta terça-feira, 29, ao senador João Capiberibe (PSB-AP), barrado pela Lei da Ficha Limpa, que reassumiu o mandato por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele foi condenado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pela compra de votos nas eleições de 2002 e se elegeu novamente na eleição passada.

Sarney e Capiberibe se cumprimentaram formalmente. Em discurso na tribuna, o senador do PSB, ex-governador do Amapá, lembrou a sua trajetória na época da ditadura militar e o seu retorno à vida política. Ele acusou o TSE de ter "jogado para a plateia" ao decidir pela sua condenação. Com relação a Sarney, Capiberibe lhe propôs um pacto: o de deixarem de lado as "diferenças políticas" em troca de uma articulação em favor do Amapá.

Amigos e familiares acompanharam o ato da posse no plenário e nas galerias da Casa. Capiberibe é o segundo senador enquadrado pela Lei da Ficha Limpa a tomar posse por causa da decisão do STF. O tribunal vetou a vigência retroativa da lei.

Ele será o quarto senador do PSB na atual legislatura e substituirá um dos mais fiéis aliados de Sarney, o senador Gilvan Borges (PMDB-AP). Na mesma situação, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), ex-governador da Paraíba, tomou posse há cerca de 10 dias no lugar de Wilson Santiago (PMDB-PB). Falta o STF julgar o processo do ex-governador do Pará e ex-senador Jader Barbalho (PMDB).

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Transporte irregular mata três estudantes por ano no Ceará

O POVO - On Line.

Na carroceria de caminhões velhos e inseguros, alunos, a partir de sete anos de idade, correm riscos a caminho da escola. Situação é igual na maioria das cidades do Interior


Em dez anos, 27 estudantes morreram em decorrência de acidentes de veículos de transporte escolar no interior Ceará, a maioria em veículos conhecidos como “paus de arara”

No mesmo período, os acidentes deixaram 210 crianças e jovens feridos. São 2,7 mortes e 21 feridos a cada ano, entre 2001 e 2010. Este ano, morreram três estudantes e 30 ficaram feridos, em dois acidentes no Interior do Estado.

O levantamento, a partir de matérias publicadas no O POVO, não leva em conta os estudantes que podem ter morrido após os acidentes, devido aos ferimentos – graves, em muitos casos. Os registros referem-se aos casos de grandes proporções, que chegam ao conhecimento da imprensa. Levando-se essa variável em conta, pode-se considerar que o número de mortos e feridos é maior do que o apresentado neste levantamento.

O promotor Luiz Alcântara, do Ministério Público do Estado do Ceará (MPE), garante que os acidentes com veículos escolares são ainda mais frequentes, pois somente uma pequena parte é divulgada nos jornais. Para ele, “em praticamente todas as cidades” do Interior do Ceará trafegam veículos irregulares no transporte de crianças: “A regra é o caminhão [pau de arara], a exceção é o transporte organizado”.

Para Alcântara, “noventa por cento das empresas que participam das licitações não têm veículos para locar”, subcontratando outras pessoas, transformando o serviço em uma terceirização da terceirização. Ele afirma que as licitações não exigem “requisitos mínimos” para o transporte escolar, “tudo o que não presta serve para transportar estudantes”.

Atuando na Procuradoria de Crimes contra a Administração Pública (Procap), Luiz Alcântara diz que o transporte escolar é uma “moeda política”, possibilitando o mau uso de recursos. Segundo ele, os desvios ocorrem com o favorecimento nas licitações, sobrepreço e “aumentando-se artificialmente o trajeto dos veículos, que são pagos por quilômetro rodado”.

Eliane Brasileiro (PRB), presidente da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece) discorda do promotor. Segundo ela, “tudo é fiscalizado” pelos órgãos competentes, impedindo possíveis irregularidades.
 
Contas

O promotor Herton Cabral, que atua na cidade de Russas, resolveu fazer algumas contas. Ele somou o valor despendido pela Prefeitura da cidade, durante cinco anos (2007 a 2011), para transportar quatro mil alunos, chegando ao valor de R$ 6.955.788,16 - cerca de R$ 1,4 milhão por ano.

Com esse montante, segundo Herton, seria possível à Prefeitura fazer uma programação e, em três anos, substituir todos os veículos irregulares por transporte adequado.

A medida é ainda mais factível, segundo o promotor, pois o Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tem linha especial de crédito para a compra de veículos padronizados para o transporte escolar, o programa Caminho da Escola.

Os prefeitos ainda dispõem de outro benefício: a cada ônibus comprado, o governo do Estado doa outro (até o limite de cinco veículos), sem nenhum custo ao município. Herton diz que o mesmo estudo feito para Russas pode ser aplicado à maioria das cidades.

A secretária da Educação do Ceará (Seduc), Izolda Cela, evita opinar sobre os números levantados pelo promotor. Para ela, os “desafios” para solucionar o problema são grandes, e diz haver esforço das administrações municipais para superá-lo.

Entende, porém, que com os repasses do governo federal, do governo estadual, investimento das próprias prefeituras e “gestão eficiente” dos recursos, seria possível atender os estudantes “com nível suficiente de segurança e comodidade”. Mas ressalva que para transformar todo o transporte escolar rural no Ceará em “padrão de qualidade” seria necessário “muito mais dinheiro”.

Segundo dados da Seduc, o valor do repasse para o transporte escolar nos municípios subiu de R$ 30,367 milhões (2006) para R$ 70,819 milhões (2010), considerando-se recursos dos governos estadual e federal.

Como

ENTENDA A NOTÍCIA
O transporte irregular de estudantes é prática comum nas cidades do Interior do Ceará. Os veículos conhecidos como paus de arara são os mais usados. A prática ilegal submete crianças e adolescentes a perigos diários.

Plínio Bortolotti
plinio@opovo.com.br

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

FORTALEZA, A PRIMEIRA CAPITAL DO NORDESTE COM MAIOR INVESTIMENTO PÚBLICO POR TRÊS ANOS SEGUIDOS...

video

Em tempo (29.11.2011): Eu errei na inforrmação. Na verdade, esse sucesso não acontece apenas nos últimos três anos, mas nos anos de 2006, 2007, 2008, 2009, 2010 e também neste 2011 (últimos números apurados) 

REDUÇÃO DE ÁREAS DE RISCO; HABITAÇÃO DIGNA. ISSO É GOVERNAR PARA A MAIORIA.

Fortaleza passa, hoje, por um intenso processo de transformação. Destaco, aqui, dois aspectos extremamente relevantes. Na saúde, por exemplo, quando a prefeita Luizianne Lins assumiu (janeiro de 2005) Fortaleza contava apenas com 15% de cobertura do Programa de Saúde da Família. Hoje conta com algo em torno de 45% dessa cobertura.
Até final de 2004 Fortaleza contava com 115 áreas de risco e, ano a ano, em toda quadra invernosa assistíamos a tragédias vitimando a população mais humilde, que ocupava e ocupa essas áreas. Pois bem: a atual gestão não apenas não permitiu o aumento dessas áreas como DIMINUIU ESSE NÚMERO PARA 89, com a construção de milhares de habitações populares de qualidade, promovendo dignidade para seus moradores. Um exemplo disso são os apartamentos construído no Projeto Vila do Mar (esse projeto será um tema à parte que abordarei noutra oportunidade), fotos abaixo:



domingo, 27 de novembro de 2011

LEMBRAR SEMPRE PARA NÃO REPETIR JAMAIS...

Paralelo ao evento de confraternização dos reservistas do Centro de Preparação de Oficiais da Reserva de Fortaleza (CPOR), neste sábado (26), no 23º Batalhão de Caçadores, membros do grupo Aparecidos Políticos se mobilizaram junto com antigos presos políticos do lado de fora da unidade militar, na praça General Sampaio, que, segundo eles, está abandonada há mais de dois anos. “Nós pensamos em relembrar e viver com esse local (o 23º BC) como espaço de tortura”, explicou o membro do grupo, o psicólogo Alexandre Mourão, 27.
A ação dos manifestantes rebatizou o espaço como Praça do Preso Político Desaparecido, colocando um manequim com o rosto coberto simbolizando os torturados e uma placa, fazendo alusão ao novo nome dado após o “rebatismo popular”, explicou Mourão. Ele acrescentou que a ação tem o intuito de “relembrar e viver esse passado”.
Junto com o grupo estava o presidente da Associação 64/68, Mário Albuquerque, que adjetivou a ação como “extraordinária”, explicando que o “esquecimento é extremamente prejudicial na construção da democracia no Brasil”. Ao ser questionado pelo O POVO sobre a mobilização, o general Torres de Melo disse se tratar de uma “palhaçada”.
(O POVO)

sábado, 26 de novembro de 2011

QUE VERDADE!!!

“Sinceridade é uma arma perigosa. 
Se você usa demais, 
as pessoas se afastam. 
Se você usa pouco, 
os falsos se aproximam.”

Sócrates



sexta-feira, 25 de novembro de 2011

LIBERDADE DE IMPRENSA X LIBERDADE DE EMPRESA!


Franklin: governo Lula comeu pão que o diabo amassou


O ex-ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social Franklin Martins afirmou hoje que "é visceralmente" contra a censura nos meios de comunicação e argumentou que o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva garantiu a mais absoluta liberdade de imprensa no Brasil. Ao falar do governo Lula, Franklin fez duras críticas à imprensa, destacando que "o governo do ex-presidente (Lula) comeu o pão que o diabo amassou na mão de boa parte da imprensa", sem, contudo, entrar em detalhes.

O ex-ministro, que também participou do Seminário por um Novo Marco Regulatório para as Comunicações, promovido pela direção nacional petista, na capital paulista, avaliou que as atuais normas do setor de comunicações estão ultrapassadas e considerou que sem um novo marco regulatório, a área das comunicações eletrônicas continuará a viver em uma espécie de "faroeste caboclo". O ex-ministro, autor do anteprojeto de um novo modelo de regulação dos meios de comunicação, considerou que existe hoje um "vale tudo" no qual não são seguidas as diretrizes previstas na Constituição federal. "Eu costumo brincar que é um cipoal de gambiarras do ponto de vista jurídico".

Franklin ressaltou também que o atual modelo de regulação cria um ambiente de incertezas no setor e criticou a análise de que a regulação da mídia pode trazer perigo à liberdade de imprensa. "Não há nada ameaçando a liberdade de imprensa no Brasil", afirmou. Ele avaliou ainda que esse discurso faz parte uma tática de interditar um debate público e transparente em torno do assunto. E defendeu que a imprensa possa ser criticada quando cometer equívocos. No seu entender, há hoje no País uma crise muito séria de credibilidade nos meios de comunicação.

Para o ex-ministro, a blogosfera funciona hoje como uma espécie de grilo falante da imprensa brasileira. E defendeu ainda que um novo marco regulatório para as comunicações inclua, entre outros pontos, a garantia de liberdade de imprensa, o respeito ao direito de resposta, o impedimento da formação de monopólios e a liberdade na internet.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

DEP. EUDES AMANHÃ EM BOA VIAGEM. MANDATO QUE HONRA O CEARÁ E O SEU POVO. O PRÓXIMO SEMINÁRIO SERÁ EM BOA VIAGEM. ESTÁ LANÇADO O DESAFIO.

Seminário discute Superação da Pobreza e aprova Carta do Maciço de Baturité
22 de Novembro de 2011 às 16:20

Dep. Eudes Xavier conduz o processo de aprovação da Carta do Maciço de Baturité no último dia do seminário.


Deputado Eudes Xavier - abertura do Seminário
Durante dois dias a população do Maciço de Baturité esteve reunida no seminário “Tecendo Caminhos para Superação da Pobreza no Maciço de Baturité“, na sede da 8ª Crede, para debater e apontar sugestões de combate a extrema pobreza na região. O evento, realizado pela Câmara dos Deputados numa iniciativa do mandato do deputado federal Eudes Xavier, contou com a participação de secretários estaduais, prefeitos(as). Parlamentares, representantes do governo federal, movimentos sociais, lideranças sindicais, trabalhadores(as) e estudantes. No final do encontro, os participantes aprovaram a Carta do Maciço de Baturité com as principais reivindicações da região para ser entregue ao ministro do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence e a presidenta Dilma Rousseff.
                         Secretário do Desenvolvimento Agrário Nelson Martins, dep Eudes Xavier e o                                  delegado    do MDA no Ceará Francisco Sombra,
O evento foi aberto na manhã da sexta-feira (18.11) pelo deputado federal Eudes Xavier. Na ocasião, o parlamentar destacou a importância do evento para mudar a realidade da região. “Estamos aqui em busca de alternativas para diminuir os altos índices de pobreza que ainda dificultam a vida de milhares de homens e mulheres dessa região. É preciso mais investimento em setores básicos como educação e saúde e na geração de emprego e renda”, apontou o parlamentar. Em seguida, os participantes assistiram a apresentação do Grupo de Flauta do Projeto Cidadania como Arte e Cultura, da Santa Casa de Baturité, formado por crianças filhos de trabalhadores e trabalhadoras, sob a coordenação de Tony Lopes.


Plenária 
O reitor da Unilab - Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, Paulo Speller, abriu o primeiro painel do seminário, intitulado “Pobreza no Brasil e no Nordeste: desafios e perspectivas”. Baseado em dados do IBGE, Speller lembrou que 20% da população cearense vivem com uma renda mensal de cerca de 70 reais. “ Apesar dos avanços obtidos com as políticas públicas de combate a miséria, ainda há muito a ser feito “, disse ele. Paulo Speller, entretanto, frisou que o Ceará, mesmo diante desse quadro, se destaca no cenário nacional por está conseguindo aliar desenvolvimento econômico à desenvolvimento social, na medida em que diminui a concentração de renda. O reitor aproveitou o evento para lançar um desafio aos presentes: o projeto Unilab 2020, que já recebeu o aval da Unesco. A ideia é, nos próximos oito anos, realizar diversas ações na área da educação dentro dos municípios do Maciço de Baturité, contando com parcerias dos governos municipais, estadual e federal e parlamentares, além da própria universidade.
O secretário estadual de Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, também participante do painel, iniciou sua fala destacando os programas desenvolvidos pelo governo cearense centrados no combate a extrema miséria. Nelson Martins lembrou que o crédito não é a preocupação do momento, mas reforçou a importância da organização dos grupos. “Precisamos aproveitar o excelente momento para colhermos os frutos das ações em andamento. Temos que trabalhar, por exemplo, os projetos de capacitação das lideranças e fazer uso da irrigação nos projetos voltados para agricultura familiar “ exemplificou o secretário. Segundo ele, o grande desafio é organizar a produção em suas diversas etapas, desde a preparação da terra até o processo de comercialização da safra.
O delegado local do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Francisco Sombra, deu prosseguimento ao painel apresentando um estudo do MDA, uma espécie de radiografia da pobreza no país. “Cerca de dezesseis milhões de pessoas vivem na extrema pobreza no nosso país. Vinte e cinco por cento estão no meio rural. E o que é mais preocupante: cinquenta e um por cento tem até dezenove anos“, revelou o delegado. Segundo ele, o MDA tem trabalhado para inserir 4,3 milhões de brasileiros do meio rural nos programas de crédito. Sombra lembrou que para reduzir o quadro de miséria é preciso promover crescimento com distribuição de renda, valorizar cada vez mais o salário mínimo, expandir as políticas de crédito e de transferência de renda, além de fortalecer as políticas agrícola e agrária para a agricultura familiar.
O primeiro dia de debates foi retomado no período da tarde com o painel “ Apresentação do Plano Brasil sem Miséria e os dados da realidade no estado do Ceará “. Na fala inicial, o professor Carlos Manso, do Laboratório de Estudos da Pobreza da Universidade Federal do Ceará, traçou um quadro da realidade brasileira do ponto de vista populacional. “Temos uma população de mais de 190 milhões de brasileiros e estamos crescendo num ritmo muito acelerado. O problema é que a riqueza não vem sendo distribuída da mesma forma que está sendo gerada“, lamentou.
No Ceará, segundo Carlos Manso, a situação de extrema pobreza responde por cerca de 4% da população, totalizando 1.502.924 de cearenses nessa situação. “Só perdemos para a Bahia e o Maranhão. Somos uma sociedade de baixa renda“, revelou o professor. Para ele, o governo do estado deve assumir um plano de combate que priorize os projetos estruturantes, de infraestrutura social, programas progressivos, controle de drogas, reforma tributária e estabelecer metas a serem atingidas. “Não adianta colocar uma fábrica onde não há pessoas qualificadas. Temos que promover essa capacitação para que a concorrência seja igual“, concluiu.
O representante do Ministério do Desenvolvimento Agrário, César Oliveira, deu continuidade ao painel com

terça-feira, 22 de novembro de 2011

SEMAM: UNIR E MOBILIZAR FORÇAS É A SOLUÇÃO!

Ação alerta para coleta seletiva
22/11/2011
Grande parte das cerca de cinco toneladas de lixo produzidas diariamente no Mercado não recebe destinação correta

Em meio à variedade de produtos vendidos no Mercado São Sebastião, no Centro, a qual atrai uma média de três mil pessoas a cada dia, o descarte adequado do lixo é um detalhe que muitas vezes passa despercebido por muitos dos frequentadores e permissionários que atuam no local. Como consequência, em grande parte do lixo descartado nas lixeiras, tambores e contêineres do mercado material orgânico e inorgânico se misturam, impedindo que uma série de produtos pudesse ser reciclada.

Mesmo entre aqueles que trabalham no local, a falta de organização quanto ao despejo do lixo é apontada como um problema. "Principalmente onde vendem carne e verduras", frisa a permissionária Cristina Freitas.

Como forma de tentar alterar essa situação, ainda que apenas a médio prazo, a 10ª Região Militar do Exército Brasileiro, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam) e administração do mercado realizaram, ontem, uma ação conjunta por meio da qual orientaram os 454 permissionários do espaço sobre coleta seletiva.

De acordo com o major Marcelo Guimarães, 20 homens do Exército participaram da ação, distribuindo folhetos e passando diversas orientações aos permissionários. "É uma forma de colocar em prática o civismo que nós aprendemos no quartel", destaca o major.

Segundo o secretário de Meio Ambiente do Município, Deodato Ramalho, o Mercado São Sebastião foi escolhido para receber a ação por conta do grande volume de pessoas que passam pelo local e pelo "valor simbólico" que o São Sebastião possui em Fortaleza.

Conforme o administrador do Mercado, Marcos Henrique Dutra, serão distribuídas, a partir de hoje, entre os permissionários, sacolas plásticas coloridas, que deverão facilitar a realização da coleta seletiva.

A distribuição, acrescenta, irá continuar até que os permissionários adotem a coleta seletiva como uma prática cotidiana, sem a necessidade de intervenções por parte da administração. "Mesmo que isso se dê a médio prazo", ressalta.

Para o administrador, a presença do Exército contribuiu para dar maior destaque à ação, durante a qual todos os 454 boxes foram visitados.

O lixo produzido no Mercado São Sebastião é distribuído entre 80 lixeiras, 15 tambores e seis contêineres, dos quais dois são exclusivos para cocos. Ao todo, são produzidas, diariamente, de quatro a seis toneladas de lixo no mercado.

domingo, 20 de novembro de 2011

VIVA ZUMBI! VIVA O DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA!


Museu Afro inaugura escultura de Zumbi dos Palmares



Zumbi, herói da luta dos negros contra a escravidão

Como parte das comemorações do Dia da Consciência Negra, o Museu Afro Brasil inaugura neste domingo, 20, uma escultura de Zumbi dos Palmares, líder negro que resistiu à escravidão no Brasil. Com 2,2 metros de altura, a obra é uma réplica da que se encontra na Praça da Sé, em Salvador, e foi doada ao museu por sua autora, a artista plástica Márcia Magno.


A escultura de Zumbi apresenta o líder do Quilombo de Palmares em posição de alerta, portando uma arma de defesa chamada mukwale, símbolo de poder, usada por grandes guerreiros africanos. Para marcar o Dia da Consciência Negra e a inauguração dessa escultura, que agora fará parte do acervo do Museu Afro, dois grupos de maracatus apresentam-se hoje, a partir das 13h, no local: Nação do Maracatu Porto Rico, de Recife, e Maracatu Bloco de Pedra, de São Paulo.
“O Museu Afro Brasil é um espaço de história, arte e memória. Uma obra dessa magnitude, como é a obra da Márcia Magno, é muito importante [para o museu] porque representa um ícone da história negra do Brasil”, diz Emanoel Araújo, diretor da instituição.
Além da escultura de Zumbi dos Palmares, serão inauguradas neste domingo duas exposições. A primeira delas é Aurelino – a Transfiguração do Real, que apresenta 100 obras do artista plástico baiano Aurelino dos Santos, que trabalha primordialmente com pinturas. “[Aurelino] é um artista muito interessante. Ele faz pinturas geométricas, cheia de símbolos e significados”, comenta Araújo.
A segunda exposição, Brincar com Arte – o Brinquedo Popular do Nordeste, apresenta mais de mil objetos, bonecos e miniaturas de veículos da coleção de David Glat, curador do Museu do Brinquedo Popular, na Bahia. Segundo Emanoel Araújo, são brinquedos feitos por nordestinos de diferentes etnias do Nordeste. "É uma exposição muito bonita, muito colorida.”
Ainda como parte das comemorações do Mês da Consciência Negra, a Pinacoteca do Estado, o Museu de Arte Sacra e o Museu da Língua Portuguesa oferecerão ao público a programação temática Africanofagias Paulistanas, que destaca a presença africana na história da cidade de São Paulo. Incluindo apresentações de maracatu e rap, peças teatrais e debates, a programação completa pode ser consultada nos sites www.pinacoteca.org.br, http://www.museuartesacra.org.br e http://www.museulinguaportuguesa.org.br.
O Museu Afro Brasil localiza-se no Parque Ibirapuera, na capital paulista e pode ser visitado de terça-feira a domingo, das 10h às 17h. A entrada é franca. As duas exposições serão encerradas em abril do próximo ano. formações pelo site http://www.museuafrobrasil.org.br.

Zumbi dos Palmares nasceu em 1655 no estado de Alagoas. 
Foi o último líder do Quilombo de Palmares, fundado em 1600 por escravos foragidos de um engenho pernambucano. Em 1695, Zumbi foi capturado, torturado e decapitado.


Cultura negra é cada vez mais presente no visual e nas músicas preferidas pelos jovens

A expressão “orgulho de ser negro” foi abolida do vocabulário de muitas pessoas por medo do preconceito. Com o passar do tempo, porém, o resgate cultural fez com que os negros assumissem a “negritude” na maneira de ser.

sábado, 19 de novembro de 2011

Alguém atentou que esta senhora faz hoje 122 anos?

Pois é! Neste sábado (19) a bandeira do Brasil completa 122 anos. A data foi instituída quatro dias após a proclamação da república, em uma homenagem ao símbolo máximo da pátria. Lembro que em meu tempo de escola o Dia da Bandeira era recheado de homenagens e não era somente porque naquela época o país era governado por militares. Havia realmente um sentimento de patriotismo.
Mas eis algumas condutas que valem a pena lembrar:
Quando várias bandeiras são hasteadas em nosso país, a brasileira deve ser a primeira a chegar ao topo do mastro e a última a descer.
Quando uma bandeira brasileira fica velha, suja ou rasgada, deve ser imediatamente substituída por uma nova. A bandeira velha deve ser recolhida a uma unidade militar, que providenciará a queima da mesma no dia 19 de novembro.
 Caso a bandeira fique hasteada no período noturno, ela deve ser iluminada.
(com enciclopédias)

Todos escrevem ao Presidente


Diagnóstico de câncer faz Lula receber cerca de mil cartas por semana. Remetentes incluem artistas e líderes estrangeiros

Em carta, o cantor Zeca Pagodinho chama  Lula de "eterno presidente" e pede para que São Braz, o protetor dos portadoresde doenças na garganta, o proteja.

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, risca à caneta o protocolar "excelência" da correspondência oficial e dirige-se a Lula como "Querido Presidente Amigo".

Desde o diagnóstico do câncer na laringe, há pouco menos de um mês, o ex-presidente já recebeu mais de 3 mil mensagens de solidariedade, de acordo com o Instituto Cidadania, organização não governamental fundada por Lula. Uma conta de e-mail (saudelula@icidadania.org ) foi criada especialmente para receber esse tipo de mensagem. E tem ficado abarrotada.

A notícia sobre tumor na garganta do ex-presidente, classificado como de agressividade média pela equipe responsável pelo tratamento de Lula, teve forte repercussão no exterior. Foram enviadas cartas de todas as partes.

"Eu próprio e Maria, minha mulher, aqui estaremos para acompanhar, de forma solidária e muito amiga, esse percurso, que esperamos seja breve", escreveu o presidente de Portugal, Aníbal Cavaco Silva.

"Sua amizade e seus conselhos sempre serão muito valiosos para mim", disse o presidente peruano, Ollanta Humala.

Novo "look"

O instituto, que tem servido como uma espécie de canal  de comunicação de Lula, divulgou cópias das cartas e e-mails enviados ao ex-presidente. Antes, a entidade já havia publicado um vídeo mostrando um Lula rouco, ao lado da mulher, Marisa Letícia, falando sobre o tratamento do tumor, que mistura quimioterapia e radioterapia, e agradecendo o apoio recebido pela internet. Fotos sem barba e cabelo também foram divulgadas na página do instituto na internet, e a imagem de Lula sem sua maior marca registrada, a barba, ganhou as primeiras páginas dos jornais.

"Vi Lula hoje com um novo "look". Está como eu, coco pelado, porque está fazendo quimioterapia", comentou o presidente venezuelano, Hugo Chávez.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

LANÇAMENTO DE PROGRAMA DE INCLUSÃO SOCIAL DE DEFICIENTES EMOCIONA PRESIDENTA.

A presidente Dilma Rousseff lança o Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, o Viver sem Limite (Foto: ABr)
O plano Viver sem Limite vai oferecer até 150 mil vagas para a qualificação profissional das pessoas com deficiência. Com previsão de R$ 7,6 bilhões em investimentos até 2014, o plano lançado nesta quinta-feira, 17, pelo governo federal busca ampliar a integração da pessoa com deficiência na sociedade.


As ações do Viver sem Limite, nome dado ao Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, estão distribuídas em quatro eixos: educação, saúde, inclusão social e acessibilidade. “Estamos aqui hoje também para reforçar e ampliar um dos compromissos mais profundos do nosso governo que é a luta contra a desigualdade e a favor da oportunidade para todos”, disse a presidente Dilma Rousseff, ao iniciar o discurso.


“Acreditamos que vamos otimizar recursos, trabalhar por resultados e assegurar nosso objetivo com esse plano que é uma vida melhor com dignidade e respeito para as pessoas com deficiência”, destacou a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, no Palácio do Planalto. Durante a cerimônia, foi anunciada a criação da Secretaria Nacional de Acessibilidade e Programa Urbanos, no Ministério das Cidades.


Educação
No setor, o plano prevê investimento de R$ 1,8 bilhão em ações como a adaptação de 42 mil escolas públicas e instituições federais de ensino. Também serão adquiridos 2,6 mil ônibus acessíveis para o transporte de 60 mil alunos. A contratação de 648 professores de libras é outra ação do plano, assim como a implantação de mais salas com recursos multifuncionais.


Saúde
Na área de saúde, que terá R$ 1,4 bilhão em recursos, o número de exames do teste do pezinho será ampliado e, a partir de 2012, duas novas anormalidades poderão ser detectadas por esse procedimento.

A rede de produção e acesso à órtese e prótese será ampliada, e o Sistema Único de Saúde (SUS) destinará recursos para adaptação e manutenção de cadeiras de rodas. "Muitas vezes, as pessoas adquirem as cadeiras, mas não têm a condição de ajustá-las e de fazer a manutenção quando estragam", explicou o secretário nacional de Promoção dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Secretaria de Direitos Humanos, Antônio José Ferreira.

Inclusão social
Na área de promoção da inclusão social, serão implantados centros de Referência para apoiar as pessoas com deficiência em situação de risco, como as que vivem em extrema pobreza. A previsão orçamentária para essa área chega a R$ 72,2 milhões.

Acessibilidade
O eixo acessibilidade terá à disposição R$ 4,1 bilhões para criar cinco centros de Formação de Treinadores e Instrutores de Cães-Guias em cada uma das regiões do país. Atualmente, só existem dois instrutores qualificados no Brasil. Além disso, assim como o anunciado no Minha Casa, Minha Vida 2, o plano reafirma que 100% das unidades serão projetadas com possibilidade de adaptação para receber pessoas com deficiência.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2010 mostram que 23,91% da população brasileira tem algum tipo de deficiência.

Fonte: Portal do O POVO.