sábado, 27 de fevereiro de 2010

ANÁLISE DE CONJUNTURA DA CNBB CONCLUI PELA NECESSIDADE DE CONTINUIDADE DO GOVERNO LULA.



A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) fez um estudo de 12 páginas entitulado "Análise de Conjuntura" lido na reunião do Conselho Episcopal de Pastoral (Consep) na terça-feira, 23, que está dando o que falar. No tópico "Eleições Presidenciais 2010" aponta a continuidade do governo Lula como positiva:

" ... em seu favor [do governo Lula], pesa uma relativa distribuição de renda, a expansão no mercado de trabalho e de consumo massas de milhões de pessoas, fortes investimentos sociais, recuperação e aumento real do salário mínimo, o fortalecimento da economia do setor público (Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, BNDS, Petrobras e outros) e a nova inserção Brasil no cenário mundial."

Analisa a candidatura de Dilma com viés positivo:

"A ministra Dilma representa a continuidade do Governo Lula, que prosseguirá com omodelo desenvolvimentista, com sensibilidade para a questão social (continuidade da política de valorização do salário-mínimo e dos programas sociais), porém até agora sem novidades, mantendo o atual modelo econômico."

E enxerga a candidatura de Serra como retrocesso:

"José Serra, atual governador de São Paulo, representa o retorno da política neoliberal anteriormente efetivada por Fernando Henrique Cardoso, dialogando com os interesses do empresariado nacional e do capital internacional. Sinaliza que irá se comprometer com a continuidade de algumas das ações de Lula, porém há desconfiança de sua candidatura por setores populares. Pretendia ter o Governador Arruda (então do DEM) como vice, mas depois do mensalão do DEM no DF, não há como fazer a composição."No tópico "Polêmica sobre o 3º PNDH", minimiza as divergências e apoia quase todo o III Programa Nacional de Direitos Humanos: Nesse cenário [das corrida eleitoral de 2010] explica-se a celeuma em torno do III Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3). Mesmo sem perder de vista os pontos controvertidos e a necessária crítica a alguns dos seus aspectos... a maioria do PNDH-3 e dos temas nele contidos dialogam com a trajetória de muitos movimentos e pastorais que há décadas lutam pela implementação... A atitude de diálogo manifestada pela CNBB em sua nota de janeiro abriu canais para a conversa com o Ministro Paulo Vanucchi, titular da Secretaria Especial de Direitos Humanos e contribuiu para o aprofundamento do debate para que se avance na efetivação dos direitos humanos já consagrados na história brasileira e com amplo consenso social, e a identificação de mecanismos de revisão dos temas sobre os quais é preciso haver maior debate e, quiçá, um arbitramento das diferenças existentes.

16 comentários:

Anônimo disse...

Passei sexta no novo prédio da rádio e pude notar que ficou lindo. Mas ao olhar para alguns funcionários vi em seus rostos uma coisa: Será q todos estão felizes? Será q eles são valorizados, ou são tratados igual os funcionários da saúde? (Afinal o diretor só tem o sobrenome Alves, mas é igual a nova secretaria de saúde , bruto com os funcionários, isto pude notar enquanto estava nas dependencias da LILI. Aki vai uma sugestão: Seria bom ele procurar ser mais gentil.

Prof Alfredo Carlos ! disse...

Colegas blogueiros,

Parte da igreja católica, principalmente àqueles padres e bispos da igreja progressista, das comunidades de base, daqueles que fizeram oposição à ditadura, sempre ficaram com o Presidente Lula e com o povo pobre e sofrido do Brasil.

Uma outra parte, nunca se preocupou com a população, se ocupou em proteger a direita do País, os banqueiros, industriais, fazendeiros ricos e abastados, para defenderem o seu na hora da precisão. Hoje graças a Deus, a CNBB, mais amadurecida e politizada, está com o povo.

carlos eduardo disse...

acho que o joao alves tem mais e que baixar a bola, ai na lili tem profissional bem melhor que ele, ele nao tem nem dicçao, nao sabe ler e ainda se acha. cuidado ja perdemos um OTIMO PROFISSIONAL QUE FOI O CHARLES, por tanto baixe a boloe saiba respeitar.

Anônimo disse...

Em Boa Viagem não existe lazer.
Enquanto isso depois que a administração "cuidando de você" assumiu, o número de bares aumenta a cada dia assustadoramente, as calçadas aos poucos estão sendo tomada por mesas de bar no futuro próximo isso acarretará em um problema social gravíssimo. Alcoolísmo, Uso de drogas, roubo, etc. Não vejo nenhuma campanha da Igreja, ou da prefeitura contra o alcool. Depois que várias famílias forem atingidas com esse tipo de problema ninguém vai mais se lembrar quando tudo começou. Até parece que existe um propósito para que o caos tome de conta desta cidade.

Anônimo disse...

João,
Você é bom.
Pode até não ter uma excelênte dicção, mas tem coragem de falar a verdade e não tem o rabo preso. Por Isso deve estar incomodando muita gente mau carácter.

Lulu disse...

O caos já toma conta desta nossa abandonada terrinha. O caos tem nomes: Fernando Assef e Marcos que o próprio cals.

Anônimo disse...

Espera-se que o novo pároco desta terra não seja omisso ou comprometido com o que ha de peor da política local. Afinal de contas ja se vê quatro gatos pingados na igreja de N. sra. da Boa Viagem. A Igreja Católica por sua entidade maior a CNBB, sempre se posiciona contra os ficha suja e a favor do povo de Deus.

Anônimo disse...

Dr.Deodato só nao tiro o chapéu para o JOÁO ALVES porque ele é muito bruto com as pessoas companheiros de trabalho, ele tem muitas qualidades de nao tem medo de falar a verdade,mas tem o autoritarismo que esta cobrindo suas qualidades e isso nao é bom para um gestor que administra um trabalho junto com sua equipe. O mais o JOÃO ALVES é um cara muito legal é só abrandar um pouquinho.

Anônimo disse...

Quanto que saiu o jogo do selecionato de boa viagem x Crato?!!

EDUARDO disse...

meu Deus como pode uma pessoa tentar justificar um titulo de cidadao Boaviagense para um deputado por ter trazido calçamento, banheiro, energia que e um acao do presidente! so os votos que eles levaram daqui, calçamento e uma obra de vereador, pois e uma das coisasmais barata para um prefeitura fazer. por isso e por outra que podemos falar " O POVO POBRE DE MENTE" vamos exigir industrias, emprego, saude e educaçao para esses come facil.

João Alves disse...

Caro Carlos Eduardo, até devo concordar com você quando diz que eu não tenho boa dicção e que existem profissionais melhores que eu, no entanto o nome que você citou não é exemplo a ser seguido por mim, e agradeço a quem refere-se a mim reconhecendo que não tenho o "rabo preso" e que sempre paltei meu trabalho pela coragem de dizer sempre a verdade que encomoda "OS MAL CARACTER" que inodam a profissão dos dignos, nunca tive e nem estou com a bola alta apenas faço a minha parte como sempre e deve encomodar os que são levados pela leviandade e mal caratismo de tantos que se importam com quem não teme "OS PODEROSOS" e arrogantes de plantão, continuarei assim sempre.
ass: João Alves

Anônimo disse...

Engraçado seu Eduardo vc fala que calçamento é uma obra barata e q os vereadores dá pra fazer e a gente nao vê isso acontecer nenhum sinal de calçamento nem uma rua. Vc ñ acha que já É para as ruas de BV ESTA TODAS CALÇADA SE UMA COISA BARATA?
E esse prefeito já com mais de ano no poder e nao fez nada.
Quero dizer pra ti que todos os calçamento de BV foram feitos em outras administrações MENOS NAS ADMINISTRAÇÕES DO SR.FERNANDO ASSEF.OK!
Por isso acho q qualquer cidadão que vinher ajudar nossa cidade será bem vindo, porque aqui nao tem prefeito trabalhado, tem atrapalhado.
Veja o ex.da cidade de Madalena já se encontra quase toda calçada deste a rua grande como as pequenas Vilinhas. Assim é que faz um prefeito que tem compromisso.
EDUARDO CHEGA DE 45!
MUDE AINDA HÁ TEMPO!
FORA FERNANDO CIRCO!
FORA FICHA SUJA!

Eduardo disse...

Sr anonimo quando eu falo que calçamento e barato nao quero justifaicar nada apenas quero dizer que realmente esta muito banalizado este titulo de cidadao boaviagense, este vereadores que querem fazer media com Deputados que nada fazem pela nossa cidade, a nao ser empregar os parenntes destes vereadores na assembleia, e os bobos dos eleitores que se FOD......, sera que este vereador ANchieta que da tanto titulo cidadao esta pensando que D FILHO, vai transformar IBUASSU em cidade para ele tentar ser prefeito hahahahaha.

Anônimo disse...

A Rádio Liberdade.

A Nível de sugestão seria muito bom se o novo pároco de Boa Viagem tomasse conhecimento de tudo que vinha acontecendo em Boa Viagem principalmente na Praça da Igreja Matriz para que o novo padre não venha a cometer os mesmos erros que o Monsenhor Horlando cometia.
Neste blog existem várias postagens a esse respeito. por que não, imprimi-las e mostra-las ao novo pároco.?!



Desde já deixo aqui as minhas boas vindas a este novo servo de Deus.

E que venha preparado porque em Boa Viagem existem muitas pessoas poderosas e extremamente pervesas.


Mas é preferível enfrentá-las do que ser escravizado por eles.

Anônimo disse...

nao acredito o mal carater vai embora estao deixando nandinho sosinho kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Union disse...

Graças a Deus que a cúpula da igreja católica brsileira tem visão e aposta pela continuidade do governo Lula, pese a falta de cumprimiento de alguns pontos de programa de governo. Mas mesmo assim, muito mais positivo que os governos antecessores a Lula.
Mas é muit pena que muitos funcionarios das pastorais socias da igreja, incluindo cpt, cimi, etc, não sigam a mesma orientação. Pois estão se posicionando abertamente a favor do serra, com o falso argumento de que Lula é mais do mesmo, que votando no serra obriga o pt a retomar os ideais e projetos iniciais. Será que algum dia estes funcionarios foram mesmo de esquerda? se identifcaram mesmo com os projetos políticos, sociais e de base. Tenho minhas dúvidas, pois mesmo não comungando com certos aspectos da política, administração e projetos do governos petista, para mim é inconcebível votar na direita, no projeto político-ideológico que representa serra. É suficiente o mínimo de ética, principios e verdadeiro compromisso, para não votar no PSDB. Acreditm mesmo nesse argumento num argumento tão carente de fundamento, companheiros/as funcionarios das pastorais socias?