sábado, 8 de maio de 2010

SEMAM, SOB COMANDO DO SECRETÁRIO DEODATO RAMALHO, AVANÇA NA POLÍTICA DEVOLVER A TRANQUILIDADE AOS FORTALEZENSES. O EXEMPLO CHEGA AO INTERIOR.

FISCALIZAÇÃO
Semam autua 361 por poluição sonora em 2010
Bom Jardim: ação integrada de órgãos de segurança pública, Juizado de Menores e Semam, que realizaram blitz ALANA ANDRADE
Há pouco tempo, a Semam assumiu atribuições que eram de competência de outros órgãos, como o Detran.
A poluição sonora em Fortaleza, nos três primeiros meses deste ano, já apresenta número significativo em comparação ao registrado em período semelhante de 2009, com 28 autos. Em levantamento feito pela Secretaria de Meio Ambiente e Controle Urbano (Semam), sua equipe de combate à poluição sonora já lavrou em janeiro, fevereiro e março 361 autos de constatação. Desses, cerca de 50% geraram Termos Circunstanciais de Ocorrência (TCO). Os tipos de poluição abrangem os mais variados infratores, como proprietários de veículos colocando paredões de som acima dos níveis permitidos, estabelecimentos extrapolando padrões e outros locais funcionando sem autorização sonora.
Na madrugada de ontem, a Equipe de Controle da Poluição Sonora (ECPS) da Semam participou de blitz no bairro Bom Jardim. A iniciativa é uma ação integrada envolvendo as polícias Militar e Civil, Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros e Juizado de Menores.Entre as medidas tomadas pela equipe da Semam estão as cassações previstas no Código de Obras e Posturas do Município (Lei 5530/81) e na lei da Poluição Sonora (Lei 8097/97), que pune quem tiver sido autuado por poluição sonora mais de três vezes, com a cassação do alvará de funcionamento.O coordenador da ECPS, Aurélio Brito, afirma que recentemente a Pasta assumiu alguns tipos de atribuições que eram destinadas a outros órgãos, principalmente em ocorrências e procedimentos de casos de poluição sonora móvel (som de veículos), que competia ao Ciops (190), AMC e Detran.
"Como a ECPS já contribuía com laudos de medição quando solicitado pelas entidades citadas, resolvemos assumir o combate", disse. Segundo Brito, a sua equipe recebe denúncias oriundas de vários setores, entre as quais, da Ouvidoria, por meio do Fala Fortaleza, feitas diretamente à Central de Atendimento da Semam. Atende solicitações do Ministério Público Estadual e das Secretarias Executivas Regionais.
(TV Cidade - Matéria com a participação da servidora da SEMAM Marcela Franco Soares - boa-viagense da gema da família Leal).
video

10 comentários:

Raimundo disse...

Parabens conterrâneo Deodato Ramalho. Tenho orgulho de você. Aqui em Fortaleza fico feliz e orgulhoso porque s´´o ouço as pessoas falando do seu brilhante trabalho, sendo tidocomo o melhor secretário da cidade. A semam era uma e hoje é outra com você no comando.

Anônimo disse...

DEODATO POSTA ESSE VÍDEO NO BLOG, PARA AS PESSOAS SABEREM QUEM É O SERRA

http://www.conversaafiada.com.br/video/2010/05/07/mano-brown-serra-seria-uma-catastrofe/

Anônimo disse...

Enquanto isso em Boa Viagem, o secretário de meio ambiente não sabe nem o que é ambiente.

Aliás, o atual prefeito ficha-suja está transformando o patamar da Igreja Católica num ALBIENTE, típico daquelas regiões de cidade grande onde se encontram os populares inferninhos, cabarés.

Anônimo disse...

Com certeza. Só espero que estes malditos quatro anos de atrasos para Boa viagem passem logo.

O Inferno é aqui.

Anônimo disse...

Religião é o que impede o pobre de matar o rico.

– Napoleão Bonaparte.

Anônimo disse...

Muito engraçado, enquanto o Deodato publica o combate a poluição sonora em Fortaleza, aqui em Boa Viagem o Clube de propriedade do mesmo (Colinas) é um verdadeiro inferno comandado pelo o exemplo de caráter, João Alves. Na Sexta-Feira era insuportável o volume do som. Logo você que se diz tão correto, permite essa baderna no seu clube, enquanto que em Fortaleza fecha estabelecimentos , realiza multas e apreensões etc. Você pra criticar, deveria primeiro dar bons exemplos.

Joao Alves disse...

Até concordo com o anonimo que escreve,discordando das medidas tomadas pelo SEC.deodato Ramalho na semam em fortaleza e nao aqui em Boa Viagem com relaçao ao colinas, se nao fosse a ipocrisia desse anonimo em nao reconhecer que o colinas sempre foi clube de festas e mas,quero ver a cobrança em relaçao aos demais clubes qye fazem todos os finais de semana, e com certeza se Boa viagem tivesse um sec. com autonomia pra fazer comprir a lei, o colinas se adequava as normas desde que a lei seja pra todos,tire a venda dos olhos e veja quem promove os eventos de melhor qualidadede, mesmo com barulho que é natural de qualquer evento reconheça que vc talvez nao tenho o exemplo de carater como Deodato e joao alves, lhe dor como exemplo o seu anonimato até para reclamar um direito que é seu de opinar a favor ou contra.grande abraço e dar proxima vez se indentifique pelo menos como vizinho ao colinas...JOAO ALVES

Lulu disse...

liga nao Joao Alves isso é algum babao que quer agardar o prefeito de todo jeito. Eu pergunt aí vai o dr. Deodato e agora o prefeito de Boa Viagem?

Anônimo disse...

essa pessoa que fala do Colinas será que nao encherga que o colinas tem uma festa bem distante uma da outra? porque não fala do Forró Real? e o desmando nas ruas sem nenhuma fiscalização desse prefeito incompettente.

GERARDA disse...

FRACASSO DAS ESCOLAS ESTADUAIS DE SP É CULPA DOS TUCANOS

A reportagem de Laura Capriglione, na Folha de S. Paulo desta segunda-feira, dia 05, diz que nenhuma escola estadual da cidade de
São Paulo obteve nota azul no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) (clique aqui).
Segundo a reportagem, “tomando-se 633 estabelecimentos de ensino sob controle do Estado e excetuando-se 11 escolas técnicas e uma ligada à Faculdade de Educação da USP, todos os 621 colégios restantes tiveram notas inferiores a 50 (de 100 pontos possíveis)”.
Laura Capriglione diz em sua reportagem que, na cidade de São Paulo, as escolas estaduais são um fracasso, seja no centro ou na periferia.
O professor emérito da Unicamp, Dermeval Saviani (que também foi
ouvido pela reportagem de Laura Capriglione), disse em entrevista a Paulo Henrique Amorim nesta segunda-feira, dia 05, que a culpa por esse fracasso é do modelo de governo dos tucanos no Estado
“No caso das escolas estaduais de São Paulo, não se investiu na escola básica de modo a manter o padrão anterior e estendê-lo”, disse Saviani.
Segundo Saviani a “visão privatizante” do MEC, no período do Ministro Paulo Renato, durante o governo FHC, de “demitir o Estado da educação” contribui para diminuir a qualidade do ensino. Saviani disse que esse modelo foi repetido nas escolas do Estado de São Paulo.
Saviani explicou que a “demissão do Estado” da educação aconteceu com um apelo à sociedade ao voluntariado na escola. Ou seja, o Estado repassou à sociedade a responsabilidade pela educação.
Segundo Saviani o modelo implantado pelo ministro Paulo Renato e
copiado no Estado de São Paulo para a educação é de reduzir investimentos e maximizar os que já existem. “
EDUCADOR QUE VOTAR NO SERRA, VOTA SABENDO COMO OS TUCANOS TRATAM A EDUCAÇÃO. AINDA VÃO????????????????