segunda-feira, 23 de março de 2009

Blog da Liberdade em novo formato

Teste

Comunicamos aos nossos blogueiros e ouvintes que estamos lançando o novo formato do nosso blog. Esta postagem é um teste.
Pelo novo formato faremos a postagem, que tanto pode ser um texto de nossa autoria quanto de um colaborador, blogueiro etc.

9 comentários:

Alfredo Carlos ! disse...

O novo formato do Blog da AM Liberdade está lindíssimo, principalmente porque homenageia uma das figuras mais importantes do nosso mundo contemporânio, o Nelson Mandela. Quem como eu conhece sua história na luta pela democracia em sua terra natal, há de elogiar fortemente a direção da emissora por esta bela lembrança e homenagem.

Anônimo disse...

O Príncipe Chinês e a Flor
Conta-se que, por volta do ano 250 a.C, na China antiga, um príncipe da região norte do País estava às vésperas de ser coroado Imperador, mas, de acordo com a lei, deveria se casar. Sabendo disso, resolveu fazer uma disputa entre as moças da corte, inclusive quem quer que se achasse digna de sua proposta que não pertencesse à corte.

No dia seguinte, o príncipe anunciou que receberia, numa celebração especial, todas as pretendentes e apresentaria um desafio. Uma velha senhora, serva do palácio há muitos anos, ouvindo os comentários sobre os preparativos, sentiu uma leve tristeza, pois sabia que sua jovem filha nutria um sentimento de profundo amor pelo príncipe.

Ao chegar à casa e relatar o fato à jovem filha, espantou-se ao saber que ela já sabia sobre o dasafio e que pretendia ir à celebração.

Então, indagou incrédula: — Minha filha, o que você fará lá? Estarão presentes todas as mais belas e ricas moças da corte. Tire esta idéia insensata da cabeça. Eu sei que você deve estar sofrendo, mas não transforme o sofrimento em loucura.

A filha respondeu: — Não, querida mãe. Não estou sofrendo e muito menos louca. Eu sei perfeitamente que jamais poderei ser a escolhida. Mas é minha única oportunidade de ficar, pelo menos alguns momentos, perto do príncipe. Isto já me torna feliz.

À noite, a jovem chegou ao palácio. Lá estavam, de fato, todas as mais belas moças com as mais belas roupas, com as mais belas jóias e com as mais determinadas intenções. Então, inicialmente, o príncipe anunciou o desafio: — Darei a cada uma de vocês uma semente. Aquela que, dentro de seis meses, me trouxer a mais bela flor, será escolhida minha esposa e futura Imperatriz da China.

A proposta do príncipe não fugiu às profundas tradições daquele povo, que valorizava muito a especialidade de cultivar algo, sejam relacionamentos, costumes ou amizades.

O tempo foi passando. E a doce jovem, como não tinha muita habilidade nas artes da jardinagem, cuidava com muita paciência e ternura a sua semente, pois sabia que se a beleza da flor surgisse na mesma extensão de seu amor, ela não precisaria se preocupar com o resultado.

Passaram-se três meses e nada surgiu. A jovem tudo tentara. Usara de todos os métodos que conhecia, mas nada havia nascido. Dia após dia ela percebia cada vez mais longe o seu sonho; mas cada vez mais profundo o seu amor. Por fim, os seis meses haviam passado e nada havia brotado. Consciente do seu esforço e da sua dedicação, a moça comunicou à mãe que, independentemente das circunstâncias, retornaria ao palácio na data e na hora combinadas, pois não pretendia nada além de mais alguns momentos na companhia do príncipe.

Na hora marcada estava lá, com seu vaso vazio, bem como todas as outras pretendentes. Mas, cada jovem com uma flor mais bela do que a outra, das mais variadas formas e cores. Ela estava admirada. Nunca havia presenciado tão bela cena.

Finalmente, chega o momento esperado e o príncipe passa a observar cada uma das pretendentes com muito cuidado e atenção. Após passar por todas, uma a uma, ele anunciou o resultado, indicando a bela jovem que não levara nenhuma flor como sua futura esposa. As pessoas presentes na corte tiveram as mais inesperadas reações. Ninguém compreendeu porque o príncipe havia escolhido justamente aquela que nada havia cultivado.

Então, calmamente o príncipe esclareceu: — Esta foi a única que cultivou a flor que a tornou digna de se tornar uma Imperatriz. A flor da Honestidade. Pois, todas as sementes que entreguei eram estéreis.

ZILDA MARINHO disse...

Parabéns Dr. Deodato! O blog está maravilhoso, ainda estou encontrando dificuldade para o envio das mensagens, mas, com o tempo irei me aperfeiçoar. Abraço!!

Jeonias Vieira disse...

O sr. Sampaio Neto em um de seus cometários a alguns meses, disse o seguinte: O prefeito de Boa Viagem irá fazer uma administração (fe- ijão com arroz).E aí Sampaio vc não acha que estar faltando tempero nesse "baião"!

Anônimo disse...

PARABÉNS DR. DEODATO POR ESTE NOVO BLOG ESTA MUITO BOM.
ABRAÇOS!

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado

Anônimo disse...

Como pode uma pessoa ser tão sem excrupulos como o Prefeito desta cidade,ter a coragem de enganar um vereador tão doente como o GRande Homem que é Benjamim Alves,por causa de um voto na camara.Cuidado Prefeito para não carregar mais esse morte nas costas...Enganando ele dizendo que ele seria o presidente sendo que ele queria é o Valdenir...MAis que bom que vc perdeu novamente Fernando Assef...

Anônimo disse...

Dep Faço o comentarios sobre a emenda do vereador Jovino. Retroativos dos professores, pois ele tbm tem a msm linha de defesa do Sr q é a Educação, pois sempre defende os professores e funcionarios da educação. abraço

Anônimo disse...

otacilio leite parabéns por este blog se tiver condições de mandar um abraço para lucivanio,duda e peu eu agradeço ou a noite com raimundo macedo ou então pela manhã com você no 930 esporte clube valeu galera da liberdade am