terça-feira, 10 de janeiro de 2012

O VELHO PÃO E CIRCO! QUANTO CUSTA UM VOTINHO AÍ? A VELHA POLÍTICA DE SEMPRE!

Prefeito de Granja sorteia prêmios para população

Em ano da sucessão municipal, o prefeito de Granja, Esmerino Arruda (PSD) sorteou de boi a liquidificador entre os moradores do município. Segundo ele, o ato não tem fins eleitorais e a distribuição de prêmios é realizada há 30 anos

Esmerino Arruda promove todo ano o "Show de Prêmios do Vovô" (EDIMAR SOARES)

10.01.2012| 01:30   - O POVO 
Garrotes, bicicletas, televisores, liquidificadores e vários outros prêmios foram sorteados no último 6 de janeiro, dia de Reis, entre moradores do município de Granja, que fica a 300 quilômetros de Fortaleza. O “Show de Prêmios do Vovô” foi promovido pelo prefeito da cidade, Esmerino Arruda (PSD). Além de ser realizada por uma figura política, a distribuição de presentes gera polêmica por ser realizada em ano de sucessão municipal.

O assunto foi tratado pela coluna do jornalista Fábio Campos, no último domingo, no O POVO. Como o próprio prefeito explica, uma equipe visita as pessoas, de casa em casa, distribuindo um tíquetes numerados. Junto com o tíquete, as pessoas recebem um calendário com sua foto, com a foto do filho, secretário de Esportes, Gony Arruda (PSD) e da mulher, Carmen Arruda, que também foi prefeita do Município. “Há mais de 30 anos que faço distribuições de presentes no município de Granja”, admite.

Conforme Esmerino, são realizados ao menos dois sorteios como esse todo ano. Um no Natal e outro em seu aniversário. Neste ano, ele fará 90 anos e, por isso, resolveu fazer também no Dia de Reis. Ele nega, portanto, que o “Show de Prêmios do Vovô” tenha fins eleitorais. “A pobreza aqui é muito grande. Eles acham que é eleitoral. Mas como estou fazendo propaganda antecipada? Eu não sou candidato”, explica.

Em nota enviada ao blog do jornalista Eliomar de Lima, Esmerino denunciou o sobrinho Romeu Aldigueri, seu adversário político, de promover sorteios, nos mesmos moldes, durante festejos de Santa Luzia, em dezembro de 2011. Aldigueri também teria distribuído calendários de 2012 com foto de sua família. “Eu, como empresário, posso explicar da onde vêm os prêmios que dou ao longo de todos esses anos. Já não sei o mesmo do meu adversário, cujos únicos empregos que teve na vida foram no Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente_ e na Semace (Secretaria Estadual do Meio Ambiente), onde o seu maior salário não passava de 3 mil reais”, criticou. O POVO tentou contato com Aldigueri, mas não conseguiu localizá-lo.

Na avaliação do advogado Djalma Pinto, especialista em Direito Eleitoral, caso o realizador do prêmio não seja candidato, caberá à Justiça Eleitoral avaliar até que ponto repercutiu na disputa eleitoral. “A lisura do processo eleitoral pressupõe igualdade de condições na disputa. Se você como candidato ou líder político está distruibuindo bens ou dinheiro ao eleitores no ano da eleição, essa igualdade está comprometida”, opina.

Por quê

ENTENDA A NOTÍCIA

Se o candidato realiza distribuição de prêmios em ano eleitoral há indício de abuso de poder econômico, porque o ato desequilibra a igualdade da disputa, explica o especialista em direito eleitoral, Djalma Pinto.

SERVIÇO 

Como denunciar crimes eleitorais
Denúncias de irregularidades no ano eleitoral devem ser investigadas e formalizadas pelo Ministério Público. A população pode denunciar na unidade do Município. 

Entenda o caso

Julho a outubro de 2008 
Esmerino Arruda (PSDB) e Romeu Aldigueri, tio e sobrinho, fazem uma disputa eleitoral repleta de acusações de compra de votos e abuso de poder. Esmerino vence por 36 votos. 

Dezembro de 2008
Aldigueri consegue vitória na Justiça e Esmerino é declarado inelegível por três anos. A decisão, contudo, não impede a posse do tucano. Ele passa cinco meses à frente da Prefeitura. 

Maio de 2009
Esmerino e o vice, Hélio Fontenele, são cassados e declarados inelegíveis por três anos, sob acusação de abuso do poder econômico e uso indevido de meio de comunicação. Aldigueri e Jorge Braga (PT) assumem como prefeito e vice.

Junho de 2009
Esmerino recorre da decisão junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e retorna ao cargo, permanecendo como prefeito até hoje.

Lucinthya Gomes 
lucinthya@opovo.com.br

6 comentários:

Anônimo disse...

O ministro da Integração, Fernando Bezerra, conseguiu se manter no cargo - ao menos por enquanto - graças à atuação de seu padrinho político, o governador de Pernambuco Eduardo Campos. A blindagem do Planalto em torno do ministro, porém, não se estendeu ao restante da família. O irmão de Bezerra, Clementino Coelho, acaba de ser demitido da presidência da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). A exoneração, assinada por Dilma Rousseff, foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira.

Bezerra entrou na berlinda depois de uma série de denúncias envolvendo a pasta – entre elas, o favorecimento de parentes em cargos e a liberação suspeita de emendas parlamentares. Segundo o Diário Oficial, Coelho será substituído no cargo por Guilherme Almeida.

Anônimo disse...

Eu acho apenas que este Prefeito de Granja é apenas um aprendiz da nova política Petista , agradar os pobrezinhos e os megas empresários . O resto é o boa noite cinderela .

Anônimo disse...

Em Boa viagem, o prefeito doa mentiras e uns gravatás de terra para enganar um bando de iludidos que passarão 4 anos na peia. E eu acho é pouco, kkkkkkk

Anônimo disse...

Abusando da miséria do seu povo, o prefeito Esmerino Arruda esbanja desrespeto e desobdiência à Leis Eleitorais. Como ele mesmo diz em boca livre, não tem medo de nada pois é amigo do Governador Cid Gomes e na Justiça tem "barreira" a seu favor. Faz sorteio poítico, mente e agride seus adversários polítcos em sua rádio e em carro (diz em gravação pública: "O VOVÔ VEM AÌ DE NOVO! em seu carro de som volante e agora, fugindo da denúncia diz que não é candidadto e, tudo dá em nada contra ele. Mente quando diz que há 30anos distribui prêmios, pois se sabe que estes sorteios só acontece em ano eleitoral- o último foi no ano da campanha do seu filho, Dep Gony Arruda (ano passado não houve porque não era ano eleitoral) . Será que vamos ter que cobrar das altoridades jurisdicas uma ação? Cadê o MP??

Anônimo disse...

Assim como lá em boa viagem é tudo igualzinho será se ele não e do mesmo partido do malaca daqui.

Amâncio José disse...

O partido é o mesmo dos adesistas e oportunistas de plantão - O PSD.